A APUSM e a nova perspectiva social

0

Prof. Paulo Roberto Magnago, presidente da APUSM

Já podemos constatar que este momento pelo qual estamos passando deverá gerar uma nova sociedade. Ainda é cedo para sabermos como será a educação, a economia, a vida em família, o trabalho ou a política como decorrência desta imprevisível situação que vivemos agora. Mas devemos estar preparados para nos adaptarmos e sairmos dela melhores.

Os associados da APUSM, todos eles ligados a atividades do ensino superior, como professores ativos ou aposentados, ou exercendo outras funções importantes de apoio. Acreditamos que este conjunto de pessoas, pela sua experiência na formação de jovens, têm grande responsabilidade diante desta nova realidade social em que viveremos.

Mas o primeiro passo, a preocupação do agora, é superarmos juntos este difícil momento, que está gerando tantas imprevisibilidades e incertezas em nossas vidas. Agora a solidariedade é imprescindível. De alguma forma ou de outra, todos somos atingidos. Mas, parte significativa da população enfrenta dificuldades maiores, e sem nossa ajuda muitos deles não conseguirão superar com razoabilidade. A perda de empregos, a situação especialmente das pequenas empresas em nossa cidade, até a falta de alimento e de itens básicos para a sobrevivência. Então precisamos de união e solidariedade, para todos juntos prestarmos auxílio imediato a quem mais necessita.

Foi pensando nisso que a APUSM transformou a comemoração do Dia dos Namorados em uma ação solidária. E os associados corresponderam, trazendo cestas básicas que foram distribuídas a entidades que atendem carentes que necessitam de alimentos. Além disso, estamos integrados com outras instituições na busca de apoio imediato a quem mais precisa. Dessa forma, fazemos parte deste movimento, que nada mais é do que nossa obrigação.

Num segundo momento, teremos que nos organizar para buscarmos alternativas para que a vida em sociedade continue da melhor forma possível após a pandemia. Ao longo da história da humanidade constatamos que momentos difíceis como este exigem que a sociedade se reinvente. É importante repensar os valores e os princípios que norteiam especialmente a nossa educação.

E nós da APUSM, que temos em nosso quadro de associados pessoas com alta qualificação acadêmica e científica, queremos participar desta construção coletiva. Juntamente com as instituições educacionais e culturais da região, vamos buscar caminhos para a nova realidade que virá a partir da crise.

Todos os setores estão enfrentando dificuldades que, a cada dia, se tornam maiores. E como nós temos identificação especialmente com as instituições de ensino superior, colocamos nossas potencialidades à disposição para buscarmos as soluções.

E esperamos, em breve, nos reencontrarmos todos em algum evento na sede da APUSM – nossos familiares, amigos, colegas, lideranças comunitárias– para unirmos esforços e celebrarmos a vida.

A publicação ocorreu hoje pela campanha #PorTodosNós do Diário de Santa Maria. 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS