REAJUSTE NOS PLANOS DA UNIMED

0

Estamos em tempos de pandemia, muitos desafios, limitações e mudanças. Mas nem todas as notícias são negativas.

A APUSM, através de sua Diretoria, renegociou os valores dos planos de saúde da Unimed. Em caráter inédito, este foi o menor reajuste em 10 anos, totalizando 4%, para os todos os planos.

A negociação teve a frente o primeiro vice-presidente da APUSM, professor Luiz Fernando Sangoi e envolveu várias reuniões junto a direção da Unimed, na presença do presidente Dr. Ernani Bülow e da gerente Elvane Lehr Sisto. Oportunidades em que foram considerados o fato da APUSM ter um significativo número de usuários nos planos, aproximadamente 12% do total da carteira da Unimed Santa Maria.

Além disso, a atual direção, em caráter integrativo, ampliou a adesão à Associação para técnicos administrativos da IES, colaboradores da EBSERH somando, assim, mais de 250 novas vidas para os planos de saúde.

O ponto decisivo foi aproximação das duas diretorias que destacaram aspectos positivos da parceria para ambas as organizações. Segundo o professor Sangoi “o fator principal da negociação bem-sucedida foi estar ‘frente a frente’ com a equipe gestora da Unimed, onde todos os aspectos importantes para os associados da APUSM foram apresentados, chegando-se a um denominador comum de 4% para os dois planos”. Vale salientar, que em outros anos, os reajustes tinham percentuais diferentes para planos antigos e novos.

Conforme o primeiro vice-presidente, a expectativa para 2021 já está alinhada com a cooperativa: A APUSM irá manter a política de captação de novos associados e, consequentemente, a UNIMED aplicará o menor reajuste possível. “Então, nossos esforços são para captar associados, tendo em vista que a APUSM possui planos de saúde com valores atrativos. E outra vantagem é que desde março 2019, a área geográfica de abrangência passou de somente o RS, para toda a região Sul, ou seja, Santa Catarina e Paraná”, completa Sangoi.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS