Colégio Politécnico da UFSM é o único do estado entre os 100 melhores do ENEM em 2016

0

Diretor do Colégio Politécnico da UFSM, Valmir Aita. (Foto: Gabriel Pfeifer/APUSM)
Diretor do Colégio Politécnico da UFSM, Valmir Aita. (Foto: Gabriel Pfeifer/APUSM)

O Ano de 2016 é de coroação e reconhecimento do trabalho realizado no Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria. Depois de ser ranqueada a 38ª melhor escola do país no ENEM no ano de 2014, em lista divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o colégio segue atingindo bons resultados e sendo uma referência do estado no Ensino Médio. Na lista divulgada no último dia 4 de outubro, o Colégio Politécnico de Santa Maria foi o 33° colocado geral no Brasil, sendo a única escola do Rio Grande do Sul a figurar entre os 100 melhores desempenhos do ENEM, além de também ter sido a escola gaúcha com melhor desempenho na redação deste ano que teve como tema a violência contra a mulher, e ter obtido a segunda melhor média entre as escolas públicas do Brasil, perdendo somente para o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais.

Para o diretor Valmir Aita, o desempenho no ENEM  mostra que o Colégio está no caminho certo: “Apesar de o ranking do ENEM não servir como um comparativo entre as escolas, visto que há outras escolas muito boas aqui no Rio Grande do Sul ele é sim um indicativo de que o trabalho está sendo muito bem realizado.”- afirma. E para se chegar a esse resultado, o diretor destaca uma soma de fatores, que vão desde a qualificação dos professores até a estrutura proporcionada pela escola: “Ninguém faz educação sozinho. O bom resultado da nossa escola começa na capacitação do corpo docente, o qual oportunizamos sempre uma qualificação com cursos de Pós-Graduação e participações em eventos e a total dedicação dos alunos, que vem ao Colégio Politécnico muito motivados e são muito exigidos desde a prova de seleção para entrar na escola. Outro fator importante é a estrutura oferecida aqui, para alunos e professores”.

Além do Ensino Médio, o Colégio Politécnico da UFSM que foi criado em 1961, também disponibiliza 11 cursos técnicos, 4 cursos de graduação e um curso de Pós-Graduação. Um dos diferenciais da escola é no que diz respeito aos professores do Ensino Médio, que lecionam nos cursos técnicos, proporcionando aos alunos uma visão mais profissional. Também são disponibilizadas aulas de reforço para os alunos que apresentam dificuldades, que são aplicadas nos turnos inversos as aulas tradicionais. Para continuar obtendo bons resultados no futuro, a escola busca uma ampliação do corpo docente, entretanto, não tem recebido apoio financeiro para viabilizar a contratação de mais professores: “A gente tem uma proposta de ampliação, mas o que cabe a nós fazer a solicitação ao MEC (Ministério da Educação), que não tem nos dado apoio neste sentido, então se não conseguirmos ampliar, o objetivo é manter o trabalho que tem sido feito no decorrer de todos esses anos, e sempre pensar em melhorar e proporcionar algo a mais aos nossos estudantes”.- declara o diretor.

Por Gabriel Pfeifer/APUSM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS