Editorial – Em 2015: nada demais, nem de menos!

0

Reprodução Intenet
Reprodução Intenet

 

 Tania Moura da Silva e Ana Paula Dal Pozzolo

 

Após os festejos Natalinos e as boas vindas a 2015 chega o momento de curtir férias. Sejam as nossas próprias férias ou o aproveitar de forma leve as férias de filhos e netos que nos rodeiam.

A cidade já vai ficando mais silenciosa com a entrada do novo ano. O ritmo do ano letivo fica para trás e recomeçamos um novo ciclo numa atmosfera menos acelerada. O comércio fica mais tranquilo, as ruas com menor fluxo de veículos e, nesta desaceleração podemosencontrar momentos para refletir um pouco sobre o que virá.

Pensar no futuro e em novas oportunidades nos afasta da nostalgia das “retrospectivas” e nos aproxima da alegria de poder “alcançar”. Iniciar um novo ciclo de estudos, retomar os projetos para aperfeiçoamento profissional, e até mesmo reafirmar aquelas velhas promessas que, mesmo recorrentes ainda não foram cumpridas no ano anterior.

Nem sempre é fácil. Basta observar as máximas comuns: quero fazer mais atividade física – mesmo que o conforto de uma vida com algum sedentarismo tenha lá seus prazeres; ou ainda: vou priorizar uma alimentação mais saudável – quando os sabores aguçam o paladar para as tentações de cardápio nem um pouco inocentes quanto a alterar as taxas que tanto assombram os resultados dos exames de sangue. E outros tantos exemplos… Você certamente tem algum bem particular para ilustrar.

Para esses momentos nos lembramos daqueles sábios conselhos de nossos avós que diziam (de diversas formas diferentes para cada família) o que resumimos como sendo “Nem tanto, nem tão pouco”.

Essa mensagem que queremos levar para o ano de 2015. Nem tantas, nem tão poucas expectativas – para mantermos doses certas de realizações e ansiedades. Nem tanto, nem tão pouco zelo, porque ser cuidadoso é importante, porém o medo pode paralisar e interromper o caminho até a meta. Nem tanta, nem tão pouca dedicação, porque ser obstinado é um dom mas a obsessão pode ser um problema. Nem tanto, nem tão pouco otimismo, por que a realidade nem sempre é simples ou fácil. Nem tanta, nem tão pouca fé para que a crença não seja capaz de cegar. Então buscaremos a medida certa para cada coisa utilizando a regra do “nem tanto, nem tão pouco”.

Durante as férias podemos dedicar mais tempo para a prática desta regra de ouro. Nem tanto, nem tão pouco descanso. Pelo bem de realizarmos as atividades e os programas que gostaríamos de empreender durante este período curtinho e glorioso de quebra de rotina.

Assim como nem tantos, nem tão poucos compromissos. Pois desta forma corre-se o risco de cansarmos mais nas férias e no restante do ano nem sempre poderemos recuperar o organismo destes excessos realizados.

Epara aqueles que não terão férias, aproveitem o clima, desfrutem os clubes e os finais de semana de veraneio, ou simplesmente curtam suas casas, a rotina de trabalho, o ritmo diferente e a atmosfera agradável deste período.

Que em mais esse início de ano novo não nos preocupemos em demasia com o quanto vamos realizar, mas o quanto de amor que vamos colocar em tudo aquilo que vamos fazer, e tudo isso sem ansiedade, de forma tranquila e na medida certa para cada momento.

Estamos esperando por vocês em mais um ano, pois nossos eventos já estão sendo idealizados para que nossos associados e seus convidados possam desfrutar de momentos cada vez mais agradáveis.

Participem e um excelente e abençoado início de ano para todos.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS