Sisu é alvo de elogios, mas ainda precisa de ajustes

0

A experiência da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) com o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi o tema da palestra que ocorreu na manhã de quarta-feira (10) no auditório do prédio 67, incluída na programação do Fórum “Concepções e Perspectivas para o Ingresso na UFSM: Sistema de Seleção Unificada (Sisu)”.

O palestrante, Jair Almeida, trouxe dados e observações da universidade que há quatro anos utiliza o Sisu como forma de ingresso. Segundo ele, hoje a maioria dos alunos que estuda na UTFPR elogia o sistema, que em seu primeiro ano obteve opiniões contrárias. Mas alguns ajustes ainda precisam ser feitos, como no cronograma apertado para realização das chamadas antes da nominal; a possibilidade de escolher duas opções de curso; e a grande quantidade de treineiros, alunos que ainda não terminaram o Ensino Médio e mesmo assim fazem a prova.

Mais de 100 universidades federais já aderiram de alguma forma ao Sisu, e mesmo que qualquer pessoa do Brasil possa realizar a prova na instituição que desejar, a procura por alguns cursos é muito pequena. Na UTFPR, quando a lista de espera se esgota, um novo processo seletivo usando o Enem é feito na tentativa de ocupar as vagas ociosas. Outro dado apresentado foi que a média de alunos de outros estados naquela universidade subiu de 13% pra 23% com o Sisu.

Na abertura da palestra, a pró-reitora de Graduação, Martha Adaime, destacou que é um momento muito importante de definição, e a comunidade precisa estar informada.

O fórum é aberto à comunidade em geral e tem transmissão da Multiweb UFSM.

Próximos encontros:

15 de dezembro

Horário: 9h – Local: auditório do campus de Frederico Westphalen;

Horário: 14h – Local: auditório do campus de Palmeira das Missões.

Texto e fotos: Luana Mello – acadêmica de Jornalismo, bolsista da Agência de Notícias(UFSM)

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS