Café dos Pioneiros – Uma tarde para recordar

0

Foto Lorenzo Franchi Imprensa APUSM
Foto Lorenzo Franchi Imprensa APUSM

 

Lorenzo Franchi*

Uma tarde para reencontrar amigos, formar novas amizades e reviver boas e empolgantes histórias de vida. Esta é a melhor definição para o Café dos Pioneiros realizado pela APUSM na última sexta-feira, 10 de outubro.

O principal objetivo do evento era de valorar aqueles que contribuíram e proporcionaram a construção do saber e pensar na comunidade santa-mariense.

O encontro teve início às 17 horas e se estendeu até a noite, sempre acompanhado de ótima companhia e boa gastronomia.

Além disto, as cercas de 60 presentes puderam apreciar uma exposição fotográfica, em anexo no Salão Cultural, denominada “As Guardiãs de Ibarama”.

A mostra foi promovido pela fotógrafa e designer, Bibiana Siqueira, pela engenheira florestal, Marielen Priscila Kaufmann e pela docente de pós-graduação em engenharia florestal, Lia Rejane Silveira Reiniger.

“O Café dos Pioneiros foi uma excelente oportunidade de reencontro para aquelas pessoas que trabalharam juntas na construção da UFSM.

Espero que esses encontros se repitam e que façam da APUSM um local para happy hours, festejos, enfim uma associação que promova amizades e laços como este reencontros”, destacou o professor e integrante da diretoria da APUSM, Quintino Oliveira.

“Amei o encontro, é uma iniciativa válida. É uma maneira que temos de rever colegas quais não tinha notícia há anos. Foi um brilhante evento, horário muito bom, convidativo clima perfeito, acolhedor, receptivo. Sempre é bom ser bem recebido e a APUSM sabe como receber seus convidados”, ressaltou Zaira Wesphalen da Costa, professora aposentada de Química analítica da UFSM.

O também professor aposentado Paulo Irajá Coelho de Abreu, oriundo do Curso de Ciências Contábeis da UFSM, comentou que com o decorrer dos anos fica muito difícil manter o contato, por mais que se queira manter o vinculo.

“Adorei o Café, tudo muito bom, muito bem pensado, principalmente no quesito do horário, foi uma questão acertada da Associação ao promover essa atividade às 17 horas. Torço para que esse tipo de evento volte a ser promovido e cultivado futuramente”, concluiu Abreu.

 

Foto Lorenzo Franchi Imprensa APUSM
Foto Lorenzo Franchi Imprensa APUSM

 

*Lorenzo Franchi é acadêmico de Jornalismo e estagiário na Assessoria de Comunicação da APUSM

 

 

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS