UFSM prepara centro de referência em engenharia

0

Universidade inaugurou ontem, em Cachoeira do Sul, seu quinto campus. Investimentos deverão chegar a R$ 120 milhões

Marcos Fonseca

O quinto mais antigo município gaúcho irá se tornar sede de um centro de referência em engenharia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Esse é o projeto da instituição que inaugura, hoje, o campus de Cachoeira do Sul. Nos próximos cinco anos, serão investidos R$ 120 milhões para implantação da unidade de ensino na histórica cidade da Depressão Central, fundada há 195 anos.

Com a economia voltada à agricultura, a capital nacional do arroz recebeu esta semana os primeiros 160 alunos dos cinco cursos superiores da UFSM. Quatro são da área de engenharia: Elétrica, Mecânica, Agrícola e Transporte e Logística. O outro curso é de Arquitetura e Urbanismo.

O campus de Cachoeira é a quinta unidade da UFSM a nascer dentro do projeto de expansão do Ensino Superior. Com sede em Santa Maria, a Universidade Federal já está presente em Silveira Martins, Frederico Westphalen e Palmeira das Missões. Um dos responsáveis pela implantação do novo campus, o vice-reitor, Paulo Bayard, afirma que um estudo aprofundado revelou que o ensino de engenharia é o mais indicado para a região de Cachoeira do Sul.

Bayard destaca que o município de 85,9 mil habitantes, distante 120 quilômetros de Santa Maria e 200 quilômetros de Porto Alegre, tem grande potencial para o desenvolvimento industrial. Nesse cenário, formar engenheiros não só trará benefícios para a região como para o próprio país. “Assim como há poucos médicos, temos poucos engenheiros para o desenvolvimento do país. É uma área prioritária”, diz o vice-reitor.

Clique para ampliar

 Conforme Bayard, todos os futuros cursos a serem implantados no novo campus serão voltados à engenharia. Nos próximos quatro anos, a previsão é criar mais cinco cursos na área. Ele garante que a unidade foi criada para se tornar um padrão de excelência. “Deverá, em breve, se tornar um dos melhores centros de engenharia do Brasil”, prevê Bayard.

O ato de inauguração, hoje, começará às 10h no Clube Sociedade Rio Branco. Logo depois, será descerrada uma placa comemorativa no Colégio Imaculada Conceição.

Edital para obras sai este mês

A chegada da UFSM a Cachoeira do Sul é festejada na cidade. A abertura de cursos da instituição na ex-capital farroupilha era uma reivindicação antiga da comunidade. A implantação do campus conta com apoio da prefeitura local, que alugou o prédio do Colégio Imaculada Conceição, na Avenida Presidente Vargas. Dezenove salas de aula da antiga escola foram reformadas para servir de sede provisória dos cursos superiores até a construção dos cinco primeiros prédios próprios da Federal.
A licitação para contratação da construtora responsável pelas obras será lançada até o final de agosto, adianta o vice-reitor da UFSM, Paulo Bayard. Constam no projeto um prédio com salas de aula, um restaurante universitário, uma casa do estudante e um prédio administrativo. O campus será erguido em uma área de 84 hectares doada à universidade. O terreno fica a três quilômetros do Centro da cidade.
O vice-reitor ressalta que o projeto de expansão da UFSM não prevê novas unidades no Estado nos próximos anos. Embora haja pedidos de pelo menos outros três municípios interessados em sediar um anexo da Federal, a meta da instituição é fortalecer os cinco campi existentes. “Primeiro temos de fortalecer ao máximo os campi que temos, para que tenham o mesmo padrão de qualidade do campus sede”, diz Bayard.

Fonte: A razão

SEM COMENTÁRIOS